Language switcher

COMO FUNCIONA A TESOFENSINA

A tesofensina age ao nível do cérebro afim de diminuir o apetite. Tendo menos apetite, comerá menos e consumirá menos calorias, o que fará com que emagreça.
Os resultados clínicos dos testes efectuados na Tesofensina mostram resultados convincentes.
Foi provado que a Tesofensina era mais eficaz que qualquer outro medicamente para emagrecer uma vez que os pacientes submetidos aos testes clínicos perderam em média 12,8kg, ou seja, 10% da massa corporal em 6 meses. Os resultados das pesquisas foram publicados pelo The Lancet dia 29 de novembro de 2008 e demonstram que a tesofensina é a molécula mais eficaz que se conheça para perder peso.

A tesofensina é simultaneamente um regulador/inibidor do apetite e um queima calorias.

OBESITY NUMBERS

The proportion of obese individuals has increased over the last 30 years. According to the World Health Organization (WHO), the prevalence of obesity has reached epidemic proportions worldwide. There is an increase
in the average weight in all age groups and all socio-economic classes.

A FEW FACTS

Globally, 1.5 billion adults aged 20 and over are overweight and at least 500 million of them are obese.
Developing countries are not spared:
In Canada, according to the latest data, 36% of adults are overweight (BMI > 25) and 25% are obese (BMI > 30).
In the US, about one third of people aged 20 and over is obese and another third is overweight.
In France, approximately 15% of the adult population is obese and nearly a third is overweight.

MULTIPLE CAUSES

When trying to understand why obesity is so prevalent, it appears that the causes are multiple and not solely based on the individual. The government, municipalities, schools, the agribusiness sector, etc., also bear some responsibility in creating obesogenic environments.
The term “obesogenic environment” is used to describe a way of life which contributes to obesity:
Access to food rich in fat, salt and sugar, high in calories and low in nutrients (junk food)
Sedentary and stressful lifestyle
Living environment not conducive to active transportation, such as walking or cycling.
This obesogenic environment has become a norm in many industrialized countries and more common in developing countries as the population adopts a western lifestyle.
Individuals whose genetic makeup make them more likely to gain weight are more susceptible to the obesogenic environment.
However, the susceptibility linked to genes can not lead to obesity by itself.

CONSEQUENCES

Obesity can increase the risk of chronic diseases. Health problems may begin to manifest after about 10 years of being overweight.

GREATLY INCREASED RISK OF

A obesidade pode aumentar o risco de desenvolver doenças crónicas. Os problemas de saúde podem começar a manifestar-se após aproximadamente 10 anos de excesso de peso.

RISCO MODERADAMENTE AUMENTADO 

de problemas cardiovasculares: doenças coronárias, acidentes vasculares cerebrais (AVC), insuficiência cardíaca, arritmia cardíaca
de artrose do joelho
da gota

As pessoas obesas têm uma qualidade de vida mais baixa à medida que envelhecem e uma esperança de vida mais curta do que as pessoas que têm um peso saudável. 
Os profissionais da saúde prevêem que os jovens de hoje serão a primeira geração cuja esperança de vida não ultrapassará a dos pais, principalmente devido ao crescimento progressivo da obesidade infantil.
Por fim, a obesidade pode tornar-se um fardo psicológico. Certos indivíduos poderão sentir-se excluídos da sociedade devido aos critérios de beleza impostos pela indústria da moda e pelos médias. 
Perante a dificuldade em perder o excesso de peso, outros indivíduos poderão viver numa grande angústia ou ansiedade que poderá levar à depressão.

RISCO GRANDEMENTE AUMENTADO

de diabetes de tipo 2 (90% das pessoas com este tipo de diabete têm um problema de excesso de peso ou de obesidade)
de hipertensão
de cálculos biliares e outros problemas da vesícula
de dislipidemia (anomalia dos níveis de lípidos no sangue)
de falta de ar e suores
de apneia do sono